Sete Passos para se tornar um Farizeu



                                                                              

                     TEXTO: 1 CO.10.23,6.12 “TODAS AS COISA ME SÃO LICITAS”

EXEGESE: O Dicionário define licito como aquilo que é permitido por lei. Admissível.
No dicionário jurídico essa palavra é derivada do latim ‘licitus’, que significa (legitimo permitido legal)

Em sentido rigorosamente jurídico, quer exprimir tudo aquilo que se pode fazer por que não é vedado pela lei

Licito é não somente o que esta autorizado pela lei, como o que por lei não é proibido

Em sentido Lato, porem pode significar tudo o que é permitido e o que não é permitido não somente pela lei,mas também pela moral e pela religião

Paulo não esta falando da licitude em si, ou seja, da lei como legalismo ou só daquilo que esta escrito (direito positivo) mas em sentido mais amplo

Para muitos se esta escrito é pecado e se não esta escrito não é pecado

Paulo emprega a palavra licito querendo mostrar que o que também não esta escrito pode ser pecado sendo condenado pela moral (pela consciência do homem) escrito no coração do homem

É preciso entender o espírito da lei, mas o deus deste século fechou o entendimento dos homens para que vendo não vejam

A falta de entendimento daquilo que é licito e daquilo que não é tem causado muitos transtornos as igrejas

Sendo assim algumas igrejas criaram suas próprias leis para mostrarem aquilo que pode e o que não pode

Ficando uma pergunta?Porque o que podia antes não pode agora e que pode agora não podia antes?

Sendo assim estamos dando passos grandes para o farisaísmo da atualidade

Introdução
Então veremos os Sete passos para me tornar um Fariseu
O grupo mais legalista da bíblia sem duvida alguma foram os Fariseus

Cerca de cem anos antes de Cristo a civilização judaica atravessava um período de grande crise

Nesse tempo os fariseus foram citados pela primeira vez (160.a.c)

O aparecimento do grupo aparece num período posterior ao segundo templo, numa época em que os valores mais tradicionais dos judeus estavam se perdendo diante dos ataques de varias culturas daqueles que dominavam a palestina

Esse grupo surgiu com a intenção de guardar os mandamentos de Deus e suas leis

No entanto se tornaram hipócritas sendo acusados pelo próprio Cristo

Veremos por que estudar tanto as leis os tornaram cheios de hipocrisia

1°Eles relativizavam o poder de Deus

Na teologia dos fariseus eles aceitavam Jesus curar, mas perdoar jamais

A mesma coisa na igreja é fácil aceitar um doente curado, mas perdoado só com alguns critérios
2°Tentavam abslutizar a ação de Deus

Para eles Deus tem um só jeito de trabalhar e de agir, esquecendo que aquele que levantou José como governador do Egito é o mesmo Deus que levantou Moisés para livrar a Israel do Egito
3°SELETIVIDADE. (MONOPOLIO DA SALVAÇÃO)

Só o ponto de vista doutrinário era verdade. A dos outros não presta
4°Conhecimento Acadêmico

Só o estudo da teologia em si não produz mudança de caráter

Eram doutores da lei, mas sepulcros caiados

Daí a diferença de falar da graça e deixar a graça trabalhar

Falar que Jesus cura (e deixar ele curar)

Falar que ele perdoa (e deixar ele perdoar)
5°Eles não conseguiam ver a diferença entre o espírito e a letra da lei

Lucas 6.1-5 “é licito comer nos sábados”

Por isso ficavam investigando a vida das pessoas para pegarem no ato (Jo.8)
6°Para eles o pecador não pode chegar perto do santo (Jesus) Lucas 7.36
7°Davam mais valor aos objetos do que as pessoas

Lucas 11.39 “limpam o exterior do copo e do prato’

Essa teologia determinou no cristianismo instrumentos musicais mais sagrados que os outros

Locais de cultos mais sagrados que os outros