Falsos Fundamentos da Verdade.

Falsos Fundamentos da Verdade:

 O único padrão para medirmos a veracidades das coisas divinas é a palavra de Deus.

1- Quantidade- Julgar uma crença, dogma, pelos números de adeptos é medir com um padrão extremamente falível. Algo não é verdadeiro por que tem pouco ou tem muito, isto é relativo, exemplo: Elias e os profetas de Baal, neste caso um estava com a verdade e a grande multidão de profetas estava errada. Algumas seitas para explicarem o pouco crescimento de suas igrejas alegam que pela porta estreita passam poucas pessoas, tentando fundamentar o não crescimento na Bíblia. O prumo das escrituras ignora resultados numéricos, embora o mundo moderno ame as estatísticas.

2-Antiguidade- A antiguidade de uma crença jamais será garantia de veracidade. A verdade não vive de múmias. As pessoas tem a mania de que quanto mais velho for, mais verdadeiro é, é bom lembrar que o diabo é muito antigo. Os Antigos podem estar tão errados quantos os modernos, e vice versa. Algumas igrejas chegam a colocar a tradição em pé de igualdade com a Bíblia.

 3- Sucesso- Sucesso tornou se a palavra do momento, capaz hoje de justificar qualquer conceito. Na visão das pessoas, se tem sucesso, é por que tem Deus ai, será? Os profetas do passado seriam vistos hoje como fracassados, já que alguns não tinham dinheiro, casas e etc. A verdade pode tornar alguém bem sucedido, mais isto não significa que alguém sucedido esta com a verdade. Pessoas de sucesso podem estar avançando por caminhos que não são os caminhos de Deus, cuidado ao usar esta avaliação.

 4-Moralidade- É perigoso colocar o comportamento como fundamento da verdade. As obras impressionam de tal ponto que muitos pressupõem que se alguém faz bem ao próximo ele já esta com Deus e já esta salvo. As boas obras devem ser estimuladas e praticadas, mais salvação é outra coisa. Se não fossem assim Jesus não precisaria ter morrido por nos, era só praticar boas obras, e isto até traficante faz, ao distribuir cestas básicas nas favelas e até ajudar algumas famílias. Você não pode avaliar uma doutrina de alguém pelo numero de cestas básicas que distribui. O amor não é equivalente à verdade, embora os dois tenham que andar juntos. Alguém pode ajudar pessoas, e se quer crer em Jesus, como filho de Deus. Todos que servem a Deus devem ser justos, mais nem todos que possuem aparência de piedade servem a Deus.

 5- Beleza- Hoje o mundo procura estética e não ética. Todos querem uma religião que possam se orgulhar pela sua beleza, mais não se importam se é verdadeira. Nem tudo que é belo é necessariamente verdadeiro, e nem tudo que é verdadeiro necessariamente é belo, mais com certeza é bom. No passado o povo de Israel ao escolher o primeiro Rei, o fez pela sua beleza e pagou por isso. A Bíblia diz em Isaias que Jesus não tinha parecer nem formosura, e olhando nós para ele, nenhuma beleza víamos para que o desejássemos. Um belo Hino, uma bela pregação podem facilmente conter inverdades que serão aceitas por causa de sua beleza. A bíblia diz que o diabo se transfigura em anjo de luz para enganar as pessoas. II Cor.4.4.

 6- Agradabilidade- Ninguém se tornara popular pregando a doutrina do inferno. A verdade nem sempre é doce e fácil de ouvir. As pessoas gostam de seguir lideres que os agradem que agradem seus ouvidos, e alguns lideres sabendo disso pregam exatamente o que as pessoas querem ouvir, querem agradar através de mentiras para segurar o povo para seu próprio conforto. Nem Jesus agradou a todos, nem Deus no Deserto agradou a todos, e pessoas verdadeiras, não se preocupam em agradar, mais sim em pregar a verdade.

A verdadeira Adoração

A Verdadeira Adoração



Estejam na sua garganta os altos louvores de Deus, e espada de dois fios nas suas mãos. Sl 149.6; E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam. At.16.25

Não tenho duvidas que para cantar é preciso ter o dom natural e por que não dizer aperfeiçoamento vocal para isso. É muito lindo, ouvir melodias bem afinadas por vozes que realmente encantam. O mercado Gospel da industria musical esta crescendo e muito, e podemos evangelizar através dos louvores. O que me deixa preocupado, é a mentalidade de alguns crentes, que acham que receberam este "talento", foi dado apenas para se apresentar na Igreja, ou para gravar um DVD ou CD. Com isso temos muitas pessoas frustadas nas Igrejas, que até pararam de Louvar a Deus, e por que?, por que não tem oportunidade. Temos pessoas que não param em igreja nenhuma por causa disso, por que ele não sabe mais ir na Igreja sem pegar em um microfone e louvar a Deus no banco da Igreja, virou um profissinal da "area". Você acha mesmo que Deus te deu um dom maravilhoso que encanta apenas para fazer apresentação para crentes? Talves nem na sua casa você louva mais. O verdadeiro esta pronto para Louvar em qualquer circunstancia, como foi o caso de Paulo e Silas. Ja disse uma vez aqui de pregadores que se não for para pregar na Igreja a vida não tem mais sentido, ficam desanimados, e até blasfemam do nome de Cristo. Esse mercado de "Adoração e de "Pregação", tem matado muitos crentes na fé , por não entenderem qual é o verdadeiro propósito da adoração. Muitos jovens mal começam a pregar hoje e ja querem gravar um DVD para ficarem famosos e depois abrirem até ministério. As expressões grandes cantores e grandes pregadores estão enchendo as igrejas de pessoas frustadas. Tecnicamente, existe pessoas com um dom maravilhoso para cantar, mas Adorar, todos o podem faze lo.
Deus pode atraves do seu talento levar milhões de pessoas a glorifica lo e conhece lo, mas para isso vcê tem que ser um adorador, só isso, adorador, em qualquer circunstancia. O dia que não cantar na Igreja adore no banco junto com os irmãos, e não fique indo atraz de oportunidades, fique quieto na sua igreja, só va, se for abertos convites para abençoar a vida de outras pessoas. Mas o verdadeiro adorador, louva o tempo todo, no carro, na casa, no chuveiro, onde estiver ele não perde a essência de um Adorador.